CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL

O CAPS segue os princípios da reabilitação psicossocial, do Sistema Único de Saúde (SUS), e desenvolve todo o trabalho respeitando a singularidade do indivíduo.

Oferece acolhimento diário e diurno aos usuários com transtorno mental grave, realizado por equipe multiprofissional; atendimentos clínicos grupais e individuais; atividades culturais, de geração de renda e de ensino e pesquisa. Além disso, tem trabalhado cada vez mais em parceria com a comunidade e com outras instituições da região para facilitar a inclusão dos usuários em outros espaços e a desconstrução de estigmas.

Em regime aberto, ou seja, de não internação, o CAPS trabalha a partir de projetos terapêuticos singulares, construídos em conjunto pela equipe, usuário, familiares e comunidade.

Ações Sociais e Humanização

Ações Sociais e Humanização do Centro de Atenção Psicossocial.

Cinema:

 Atividade semanal aberta a todos os usuários mantida desde agosto de 2005. O princípio norteador é que a arte, o lazer, o espaço público e a diversidade podem ser recursos propiciadores de autonomia criativa e de construção do poder de troca social.

Tem como objetivos a ampliação do repertório psíquico, social, cultural e político dos usuários, promovendo contato e diálogo com as produções culturais e com os lugares sociais.

Festival de Atividades Desportivas: ocorre uma vez por ano com participação de instituições de Saúde Mental da cidade de São Paulo e arredores.

Oficina dos Anjos – atividade diária:

Projeto de geração de renda, cujo objetivo é o desenvolvimento das potencialidades dos usuários como criatividade, responsabilidade, sociabilidade e autonomia num processo que envolve o aprendizado, a execução e a venda de produtos artesanais.

As vagas são limitadas para trabalhadores, mas o espaço permanece aberto para outros usuários que queiram permanecer na oficina, permitindo trocas de experiências. A indicação para o trabalho é feita pela equipe e o usuário é avaliado quanto à aptidão.

Toque Mágico:

Atividade realizada diariamente com o objetivo de despertar o interesse para a necessidade dos cuidados básicos com o próprio corpo, através do desenvolvimento da autonomia dos usuários em relação a esses cuidados e do fortalecimento da autoestima. O auxílio de um paciente ao outro também é estimulado.

Caps Lock:

Atividade diária, aberta aos usuários, com o objetivo de desenvolver um projeto de comunicação interativa e inclusão digital.

Equipe Multiprofissional

A equipe multiprofissional é formada por: psiquiatrias, psicólogos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, enfermeiros, equipe de enfermagem, educador físico, clínico geral, funcionários administrativos, musicoterapeuta, oficineiros e voluntários. O princípio do trabalho é a interdisciplinaridade, ou seja, toda a equipe busca somar conhecimentos e esforços na atenção e atendimento ao usuário do serviço.

Núcleo de Ensino e Pesquisa

O núcleo pretende aumentar a interlocução com a sociedade através da difusão de suas práticas e do diálogo sobre outras técnicas e olhares oferecendo:

– Oito vagas para aprimoramento profissional em parceria com a Fundap (Fundação de Desenvolvimento Administrativo) para recém-formados nas áreas de psicologia, terapia ocupacional, enfermagem e assistência social.

– Residência multiprofissional em parceria com a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).

– Cursos de capacitação em Saúde Mental para profissionais de enfermagem.

– Minicursos e palestras para profissionais da rede, estudantes universitários e para o público, em geral.

– Estágios.

– Voluntariado.

Escritório de Direito e Cidadania

Fornece atendimento e orientação sobre direitos assistenciais e questões jurídicas aos usuários assistidos pela rede de saúde mental e seus familiares.